“Confissões Veladas de um Sonhador”

   Nascido na Índia, em outubro de 1939, aí permaneceu até a conclusão de seus estudos, doutorando-se em Física, 1967. Deixou seu país natal para passar dois anos no Instituto de Física, na Universidade de Oslo, na Noruega. Veio ao Brasil no final de 1969, como professor associado de Física do ITA (Instituto de Tecnologia da Aeronáutica) em São José dos Campos, SP, onde atuou por um ano. Mudou-se para Campinas, no final de 1970, para lecionar Física no Departamento de Física da Unicamp até a sua aposentadoria em 1991. Foi, logo depois, professor associado na UNESP, em Bauru, SP, onde lecionou Física até 1999, ocasião em que deixou, definitivamente, suas funções docentes.

Em 1981, obteve a cidadania brasileira da qual muito se orgulha.

O sr. Madam Mohan escreve poemas em urdu (um dos idionas da Índia), iniciou seus escritos na adolescência e continua até o  momento. Tem mais de seiscentos poemas, todos rimados e cantados no idioma indiano.

Os poemas são divididos em quatro categorias: Nazma, Gazal, Rubai e Sher, respectivamente, correspondem a poemas longos e curtos com títulos; semilongos sem título; poemas curtos, sem título e poemas curtíssimos sem título.

Quer apresentar seus poemas para o povo de língua portuguesa. Para isso, pediu auxílio ao amigo professor Newton Gobbo, para ajudá-lo a traduzir o seu sentimento, sem perda do conteúdo do poema. Para uma adaptação a nossa língua, os poemas apresentam títulos de acordo com o seu conteúdo.

Anúncios